sábado, 6 de dezembro de 2014

De Clarices e Clarissas

Bom dia!





    Estive pensando esses dias em como  às vezes nos afastamos de nós mesmos! Por um bom tempo me afastei da Renata que sempre fui... Talvez pela correria do dia a dia, talvez por querer me enquadrar no "esquema"  que a sociedade nos impõe, não sei bem... Só sei que andava esquecida de mim, da essência de quem eu sou, do que realmente eu gosto de fazer, essas coisas... Daí este ano resolvi mudar (depois de muita terapia! Obrigada Fernanda Junqueira!). Libertei as amarras que me prendiam, saí do emprego em que trabalhava e montei meu consultório próprio. Com isso, passei a ter mais tempo para mim mesma e devagarinho aquela Renata que eu era foi se aproximando de mim. Fiquei tão surpresa quando ela voltou de vez e veio para ficar! (Que alegria ser eu mesma novamente!). Voltei a escrever, a ler livros para o meu prazer, voltei a sorrir e a sonhar! O que eu quero dizer aqui é: se sente que já não é mais você mesmo, de uma forma negativa, ops! Sinal de alerta! Hora de parar para pensar no que anda fazendo da vida... Sempre é tempo para resgatarmos nossa essência! Que não nos percamos de nós mesmos!
    E nesse frenesi todo que anda minha vida (alegrias, emoções, descobertas), conheci muitos autores novos maravilhosos! Estou lendo Clarissa Corrêa "Para todos os amores errados". Um livro de contos, incrivelmente gostoso de se ler! Clarissa fala de amores e desamores com os quais qualquer um vai se identificar, como se estivéssemos lendo nossas próprias palavras! Super recomendo!

    Um trechinho para vocês do conto "Fica comigo":
    "Mas se você quiser fugir, a porta está aberta. Só me faça um favor: leva tudo o que possa me fazer querer você. Leva meus pensamentos e leva uma parte do meu coração.
   Já aviso de antemão: se você quiser ir embora terá que levar muita coisa. Espero que você seja forte. E que a sua mala seja grande. Mas espero mesmo que você não queira ir. Eu queria muito que voce ficasse." págs 41 e 42.

    Essas Clarices e Clarissas mexem comigo viu!

    Um ótimo final de semana a todos! E aqui está mais uma página do meu livro Contra todas as probabilidades!

... pág 38

Depois do filme voltaram para o apartamento de André e ele notou que Ana estava diferente:
- Está tudo bem com você honey?
- Sim, está! Desculpe, é que estou faminta!
 Disfarçou ela.
- Então vamos comer! Vou preparar um lanche para nós dois!
Ela concordou com a cabeça e sentou-se no sofá pegando seu celular enquanto André estava na cozinha. Entrou no instagram de Marcus e comentou embaixo de sua última postagem:
- Foi bom vê-lo novamente!
Lancharam, tomaram um banho e foram para a cama, apesar de um pouco confusa Ana gostava de como André a “pegava de jeito”. Fizeram amor por horas e adormeceram.


Capítulo oito

Era o último final de semana de Marcus em casa antes de sair novamente em turnê. Chegou do shopping, fez um lanche, tomou banho, deitou-se no sofá e ligou a TV. Não estava passando nada interessante. Então pegou seu celular e verificou o instagram. O último comentário que havia era de @anadecor.
 -Ana...
 Sorriu ele e entrou no perfil dela. Ela era bonita, pensou distraído.
- Uma mulher interessante! Pena que tem namorado!
 Disse para si mesmo. Desligou o celular e foi dormir.
Acordou cedo e arrumou as malas. Telefonou para os companheiros da banda para combinarem o horário de saída. Tudo certo, era hora de partir.
Essa nova turnê seria mais curta. Passariam um mês em shows pelas regiões norte e nordeste, quinze shows no total.
...

Deixe seu comentário usando o facebook!