terça-feira, 28 de julho de 2015

Nadar, nadar e morrer na praia, jamais!

Fala galera linda!



Às vezes queremos tanto algo, lutamos tanto por aquilo, passamos por tantas dificuldades, por um longo e árduo caminho e acabamos desistindo de tudo quando estávamos quase conseguindo! Nadar, nadar para depois morrer na praia é terrível! Então, quando as forças parecerem se esgotar, lembre-se de que a realização está mais próxima do que você imagina! Não desista! Muitas vezes quase podemos tocar o que queremos, mas acabamos, na verdade, empurrando o sonho com as pontinhas dos nossos dedos para mais longe. Mas ele está ali, a alguns passos, mesmo que tenha saído de nosso campo de visão. Não é fácil persistir. Escrevo tanto sobre isso... Eu mesma muitas vezes desacreditei que certas coisas fossem me acontecer, eu queria tanto, eu fazia tudo que era preciso e nada, mas de repente, quando eu já parecia nem acreditar mais, acontecia! E tem sido assim a minha vida toda! Em diversas situações! Então, não desistam! Os sonhos acontecem para quem sonha e não desiste! A diferença entre o perdedor e o vencedor é a persistência!
Ah! Recebi os livros da Editora Illuminare, da Antologia de contos "Eu, você e o amor", da qual faço parte com meu conto "Era inevitavelmente amor". Quem quiser ter um exemplar ainda dá tempo de comprar pelo site da editora ou comprar o ebook pelo Amazon. Vou deixar os links abaixo!

contato@editorailluminare.com.br

http://www.amazon.com.br/Eu-Voc%EA-Amor-Contos-Apaixonados-ebook/dp/B010W6P0AQ/ref=sr_1_5?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1436035555&sr=1-5&keywords=E



Beijos!

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Meu maior medo sempre foi a solidão

Oi gente bonita! Andei sumida, mas estou de volta! Tudo bem com vocês?



Sabe, de todos os meus medos, o maior sempre foi a solidão. Desde criança eu ficava pensando: e se eu ficasse sozinha no mundo? Tinha medo de perder meus pais, as pessoas que amo, meus amigos, de nunca me casar, de não ter filhos. Sempre tive um pavor da solidão. Adoro estar sozinha por algumas horas, apenas com minha própria companhia, mas que sejam apenas algumas horas! É bom ficar a sós conosco, refletir sobre a vida, mas não há nada como estar rodeado(a) por pessoas que amamos! Ontem foi o dia dos avós e chorei muito lembrando dos meus que já se foram há tanto tempo! Que saudades! Como eu gostaria que eles ainda estivessem por aqui! Como eu gostaria de poder compartilhar com eles minha alegrias, minhas tristezas, minhas vitórias e poder chorar em seus colos as minhas derrotas. Agradeço a Deus todos os dias pela vida dos meus pais, pelos meus amigos, que mesmo distantes continuam meus amigos. Pelos meus irmãos, sobrinhas e sobrinhos, primos e tios. Agradeço a Deus todos os dias por ter colocado um homem maravilhoso em meu caminho, com quem compartilho a vida, meus sonhos, angústias, lágrimas e sorrisos, abraços e beijos. Hoje, de algum modo, sei que nunca estarei sozinha. Minha alma se enche de alegria e esperança pelos dias que virão! 
Desejo que todos tenham bons amigos e uma família amorosa com quem possam conviver!
Boa semana minha gente!

terça-feira, 21 de julho de 2015

Cada escolha é uma renúncia

Oi gente!



Estive aqui pensando: toda vez que fazemos uma escolha, renunciamos a algo. Nem sempre é fácil escolher! Quase nunca o é! Às vezes nos perguntamos se a decisão que estamos tomando é a certa, mas em que parâmetro estamos nos baseando para questionar o que é certo e o que é errado? O certo e o errado em tantas ocasiões é tão relativo! Difícil mesmo é enfrentarmos a decisão que tomamos. Convivermos com ela sem ficar imaginando como seria se a escolha tivesse sido outra. Fiz muito tempo de terapia e eu conversava com minha psicóloga e costumava dizer que só ficaria menos ansiosa em relação ao futuro e às minhas decisões se pudesse dar uma olhadinha lá na frente! Se eu tivesse uma bola de cristal que me mostrasse as consequências da minha escolha, talvez fosse mais fácil me decidir. Mas não temos bola de cristal! E temos que aprender a lidar com nossas escolhas e aceitar as nossas renúncias. Acredito que sempre que tomamos uma decisão, pensamos que estamos escolhendo o melhor, o que dará mais certo ou nos fará mais feliz, mas não tem como ter certeza. É preciso experimentar! Só saberemos o que irá acontecer a partir do momento que decidirmos por um caminho. E acredito que podemos nos arrepender e querer voltar atrás, lá na encruzilhada, e pegar um caminho diferente. É como se tivéssemos caminhando por uma estrada e de repente nos deparássemos com uma bifurcação. Não conhecemos os caminhos adiante, não temos mapa, precisamos escolher. Mas como saber qual o caminho certo, qual o mais curto, o mais agradável, o com menos percalços? Não tem jeito! Só tentando! Acredito muito na intuição. Sabe aqueles momentos cruciais em que precisamos nos decidir entre duas ou mais opções e parece que no fundo a gente sabe qual a mais acertada? É isto: intuição! É meio louco mesmo! Mas tem horas que precisamos confiar mais em nós mesmos e na nossa fé! Eu respeito todas as religiões, e apesar de não ser muito praticante, sou católica. Dia desses assisti a uma entrevista com o Padre Marcelo Rossi e achei lindo o que ele disse, de forma tão simples: "Ter fé é pedir e acreditar que irá acontecer. É rezar para chover e antes de sair de casa, pegar o guarda-chuva.". Não é lindo isso? Se desejamos tanto que coisas boas nos aconteçam, que algo em especial aconteça, e rezamos e pedimos, e temos nossas conversas particulares com Deus, temos que ter um pouco de fé e acreditar que Ele nos guiará. Nossa intuição na hora de tomar decisões pode ser o destino agindo, pode ser Deus nos dando aquele empurrãozinho de que tanto precisávamos.
Mas de qualquer forma, não tem jeito: sempre que escolhermos algo estaremos automaticamente renunciando a outras coisas. Precisamos é aprender a sofrer menos com isso!

Um grande abraço!

domingo, 19 de julho de 2015

A pessoa certa, mas na hora errada?

Oi gente! Já estou com saudades de vocês! Deixem seus comentários! Eu adoro!



Sabem o que eu penso dessa história de "a pessoa certa, mas na hora errada"? O fim da picada! 
Geralmente as pessoas dizem isso à outras quando estavam vivendo um relacionamento bacana, que tinha tudo para dar certo, mas não deu! Essa frase feita é uma tentativa de justificativa carinhosa, quando na verdade se quer dizer: "você é incrível, bonita (o), inteligente, mas não é para mim!". A verdade é essa! "Não é pra mim" deveria ser a frase a ser dita. Porque quando alguém diz ao outro que ele ou ela é a pessoa certa e que o momento é que não é o certo, é como se colocasse a coitada da pessoa em "stand by". Porque se a pessoa que foi abandonada gostava mesmo da outra, vai ficar pensando "Será que daqui a seis meses será a hora certa? Daqui um ano, quem sabe?". Não!!! Não façam isso! Não fiquem esperando! Toquem suas vidas para frente! Se você ouviu isso de alguém, acredite, a pessoa não vai voltar! Não era o momento que estava errado, apenas não era você mesmo, por mais que te parecesse que fosse, que tudo estivesse bem. Eu já ouvi essa frase, e quem nunca ouviu, provavelmente irá ouvir. Dói. A gente fica procurando saber onde foi que errou, o que deveria ter feito diferente, mas te digo: você não fez nada de errado! Não era para ser! Não aconteceu e ponto! Não existem muitas explicações para o amor, às vezes acontece, outras não. Porque quando é a pessoa certa, meu amigo e minha amiga, por mais difícil e estranho que seja o momento pelo qual você estiver passando, ele se tornará o momento exato! O momento perfeito! Quando aquela sensação de que encontramos o amor verdadeiro nos invade, quem é que é louco de achar que a hora não é certa e simplesmente arriscar perder isso? Quem é que deixa o amor verdadeiro ir embora simplesmente porque não está num momento legal, ou ainda é muito jovem, ou está numa fase de curtir a vida? Sério? Ninguém faz isso! Se faz é um (a) idiota! O amor verdadeiro não surge a toda hora na nossa vida, ele é raro! Vai arriscar perder? Não vai! Então conforme-se: não era você! Não era ele ou ela o seu amor verdadeiro se foi capaz de te dizer aquela terrível frase! Levante sua cabeça, enxugue suas lágrimas porque a vida continua e o seu amor verdadeiro pode estar mais próximo do que você imagina! Boa sorte!

quinta-feira, 16 de julho de 2015

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Meu coração não está aberto para turistas



Se quiser chegar e fazer daqui a sua morada, venha! Venha de mansinho, ou venha com pressa, venha ao seu tempo. Venha que eu lhe darei a chave para entrar. Mas, caso queira apenas fazer uma visitação, dê meia volta! Meu coração não está aberto para turistas. Já esteve, mas os visitantes que por aqui passaram deixaram muitos estragos, arrancaram pedaços. Então, agora não está mais! Está trancado a sete chaves. Só deixarei entrar quem entender que terá que cuidar dele. O que prometo em troca? O que tem de mais lindo e puro aqui dentro! Prometo amor, entrega, carinho, paixão e mansidão. Prometo aquecer seus pés nas noites frias e sair para passear nas tardes de sol. Se vai durar para sempre? Não sei dizer! Não tenho essa resposta. Mas como diria o poeta: "que seja infinito enquanto dure"!


Acompanhem comigo meu segundo romance: "As coisas não são bem assim  -sobre a vida e o amor" no wattpad. Já postei o capítulo oito! Abaixo está o link:

https://www.wattpad.com/146553951-as-coisas-n%C3%A3o-s%C3%A3o-bem-assim-sobre-a-vida-e-o-amor

Leiam também minha entrevista para o blog Realeza Cultural! Ficou linda! Abaixo está o link:
http://realezacultural.blogspot.com.br/2015/07/entrevista-com-escritora-renata-r-correa.html?spref=fb

sábado, 11 de julho de 2015

Estou ficando chique

Oi gente! Quero compartilhar com vocês mais um momento de alegria em minha vida! Fui convidada para dar uma entrevista para o blog Realeza Cultural e foi tão bom! Fiquei super a vontade e abri meu coração. Jéssy foi super carinhosa e gentil comigo, a matéria ficou linda! Leiam! Beijos e bom final de semana!
Abaixo está o link da matéria:



quinta-feira, 9 de julho de 2015

De amores e paixões



Romance, paixões, amores, como tudo isso é gostoso! Eu gosto de me apaixonar e de estar apaixonada e de sentir o outro apaixonado por mim! Apaixonamo-nos pela vida, por nossos sonhos e por pessoas! Eu adoro pessoas! Nossas vidas são feitas de gente, de sonhos, de amor e paixão. Já vivi muitos amores. O início do amor quase sempre é bom! A descoberta, a novidade, decifrar o outro e ser decifrada. Mas hoje entendo que não há nada tão bom quanto um velho amor calmo, que te conhece, adivinha, aquele que é seu melhor amigo, amante, companheiro para todas as horas. Aquele que coloca um sorriso no rosto da gente. Amar e ser amada, faz com que vejamos a vida por um prisma diferente. Parece que tudo tem mais cor! E mais cheiro e mais sabor, tudo é mais gostoso! Quando estamos apaixonados e amando, minutos passam em slow motion para que possamos apreciar cada detalhe no rosto do outro, cada movimento. Tempo é uma questão estranha para os apaixonados! Às vezes passa rápido demais, outras demora tanto! 
Eu falo de amor mesmo! Não, não só falo de amor. Eu canto o amor! Eu o elogio e louvo! Entretanto, tenho visto tanta gente sem amor no coração. Parece-me que as pessoas andam sem paciência, terminam relacionamentos, namoros, casamentos, sem nem terem tentado fazer dar certo. Às vezes é preciso um pouco de empenho para que a relação não se acabe, para que um abismo não te separe do seu amor. Ninguém é perfeito e ninguém é igual a ninguém. Se houvesse mais paciência, talvez tantos amores não chegassem ao fim. Mas é preciso maturidade para aprender a cuidar do amor. Eu quero mais é que o amor me invada a alma, o coração e a vida. Quero viver de mansidão e calmaria e sentir por vezes o fogo da paixão me queimar por dentro.

terça-feira, 7 de julho de 2015

Tudo o que é diferente causa estranheza #esquisitices #serdiferenteénormal

Oi gente! Acho que vocês que me acompanham por aqui e em minhas redes sociais já se acostumaram com o meu jeitinho, não é mesmo? Por falar nisso, para quem tiver twitter, siga-me por lá: @renata_oftalmo (Renata R. Correa)! Meu instagram é @renata_rcorrea, e meu canal do youtube é Renata R. Correa - escritora. Vocês devem estar se perguntando o porquê desses "R.", mas é que quando comecei a escrever e criei meu blog, percebi que existem muitas Renatas Correas escritoras, com o nome com a mesma grafia do meu! Isso é que dá ter nome comum, mas eu gosto do meu nome! Logo, para me diferenciar adotei o R. que vem de "dos Reis"). 



Olha, conseguir espaço atualmente no mercado literário não anda nada fácil e quem escreve sabe muito bem disso. Então, hoje em dia o escritor precisa tentar se destacar, estar presente nas redes sociais, essas coisas, mas nem sempre somos compreendidos. Nesse pouco tempo que estou com o blog, com meu canal do youtube e minha página do facebook eu já recebi muitas críticas, mas os elogios superam as críticas e são eles que me motivam a continuar. As pessoas andam muito maldosas. Eu fico pensando, se você não gosta de algo, não leia, não compartilhe, mas precisa mesmo detonar com a pessoa? E volta e meia acontece comigo e acontece com outros também. Oh vida cruel! Mas não me importo! Faz parte! "Ossos do ofício". Penso que tudo valerá a pena e que as críticas sempre existirão. Importo-me com quem se importa comigo, com quem gosta e acompanha as coisas que tenho feito e demonstra apoio e carinho, deseja sorte e torce comigo! Acabei fazendo muitas amizades virtuais nesse tempo, e tenho adorado poder conversar com quem está no mesmo barco que eu e com quem já tem mais experiência e tempo de estrada! Sempre aprendo um pouco! Acho que qualquer coisa que fizermos nessa vida que causar um pouquinho de estranheza, será incompreendida por muitos. Mas nós é que definimos o rumo de nossas vidas e não as opiniões alheias! Só cada um de nós sabe o tamanho do sonho que tem, as dificuldades que encontrará pela frente e o que alcançar isso significará! E sabe o que é o pior de tudo? Quando você alcançar o que deseja, e eu alcançar o que desejo, muitas pessoas que nos criticaram se aproximarão querendo aproveitar-se de algo, fama, sucesso, dinheiro, qualquer coisa assim! Por que algumas pessoas acham tão difícil apoiar os outros, muitas vezes amigos? As críticas, mesmo que infundadas são sempre mais fáceis de serem proferidas! Mas eu sou estranha mesmo! Não me importo de ser diferente da maioria das outras pessoas! Se todo mundo fosse igual seria extremamente chato! Sou esquisita, falo sozinha, rio de mim mesma, tenho sonhos bizarros e desejos fora do comum! E o que é que tem? E quem não tem? Hoje desejo sorte para mim e para vocês! Desejo ainda que não abandonemos nossas esquisitices, elas nos fazem ser quem nós somos! Ser diferente é normal! Um grande beijo!

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Hoje eu estou cansada, mas nem o cansaço me desanima de ir até o fim. #váatéofim

Oi pessoas! Como vão vocês?


Hoje estou tão cansada! Em dias assim fico tentando encontrar uma razão para o cansaço: talvez não tenha dormido bem, talvez meu remédio da tireóide não esteja sendo suficiente, será que o cansaço é porque engravidei e ainda não sei? Quanto mais cansada, mais questionadora eu fico! Mas acontece que tem dias que a gente acorda cansada mesmo! Não só um cansaço físico, mas um esgotamento mental! Fico cansada de tentar imaginar que dia as coisas realmente acontecerão para mim... Acho que estou fazendo tudo como deveria, mas o tempo de as coisas acontecerem em nossas vidas é um grande mistério e esse tempo de esperas nem sempre é fácil. Fico cansada sim, mas nem por isso desanimo. Quanto mais o cansaço bate, mais tento encontrar outras estratégias. Sou muito emotiva e disso vocês já sabem, né! Tem uma propaganda passando na TV, que quando assistirem irão perceber do que eu estou falando, ela é linda, e diz mais ou menos assim "se for para começar, vá até a o fim". É uma propaganda da Shell, e não, não estou fazendo merchandising, mas é que o texto é muito bonito mesmo. Copio abaixo para vocês. Um beijo! Boa semana!

Vá até o fim

Se você for tentar, vá até o fim.
Senão, nem comece.
Vá até o fim.
Isso pode significar perder
Amores, amigos, empregos e talvez
Até a cabeça.
Vá até o fim.
Isso pode significar três ou
Quatro dias sem comer.
Isso pode significar congelar
No banco de um parque.
Isso pode significar deboche,
Rejeição. Solidão.
Solidão? Pense nela como um
Presente.
E em todo o resto como um
teste à sua persistência.
O tamanho da sua vontade
De chegar lá.
Você vai chegar.
E vai ser melhor que qualquer coisa que você possa imaginar.
Vá até o fim.
Você nunca vai estar sozinho.

domingo, 5 de julho de 2015

De médico e de louco todo mundo tem um pouco!

Olá pessoal!


Gravei vídeo novo para o canal e vocês nem imaginam o que tenho passado! Tem dia que o áudio dá problema, tem dias que não consigo fazer a edição e hoje depois que terminei de editá-lo e aumentei a tela para assistir, percebi que ficou muito escuro o que diminuiu a qualidade da gravação... Aiaiai! Uma hora eu aprendo! Vou melhorando, prometo! De qualquer forma espero que gostem! Beijos!


Inscrevam-se no canal! Basta ter alguma conta do Google, pode ser gmail.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

E se eu não fosse eu?

Olá! Você já se fez esta pergunta: "E se eu não fosse eu?" Ontem eu me fiz essa pergunta...



Se eu não fosse eu, provavelmente sofreria menos por pequenas coisas, talvez não fosse tão ansiosa (porque pode não parecer, mas sou!), não perderia tantas noites de sono e não viveria tão cansada. Porque se eu não fosse eu, gostaria de ter mais tempo livre e só fazer as coisas de que verdadeiramente gosto. Seria mais culta. Falaria mais línguas e saberia dançar como ninguém (adoro, dançar, já fiz aula de dança de salão, mas gostaria de dançar como uma bailarina, uma dançarina de jazz ou de sapateado!). Se eu não fosse eu, viajaria mais e me aventuraria mais e não teria medo de altura só para poder pular de bungee jump! Talvez fosse um pouco mais alta e quem sabe mais bonita,  tivesse uma barriga sarada (ainda tenho esse projeto), porque penso que deve ser bom ser uma mulher linda! Se eu não fosse eu, talvez fosse rica e não precisasse de trabalhar e pudesse fazer muita caridade e participar de diversas ONGs. Talvez eu viajasse o mundo lutando por causas sociais!
Ah, se eu não fosse eu, seria menos chorona e melodramática, ser assim me deixa em situações embaraçosas às vezes... Provavelmente seria mais durona e saberia lutar, como os heróis dos filmes!
Se eu não fosse eu, poderia ser muito legal e divertido, mas provavelmente eu não teria a família que tenho e os mesmos amigos, e talvez nem gostasse de escrever! O que seria de mim sem o gosto pela escrita? Bem, acho melhor me conformar com quem eu sou! E ainda tenho o recurso de de vez em quando me transportar em minha mente para meu mundo imaginário e lá posso ser quem eu quiser, e na hora que me cansar é só voltar para a realidade!

De volta à realidade em 1, 2, 3!

PS: a segunda parte do capítulo sete do meu romance "As coisas não são bem assim - sobre a vida e o amor" já está postada no wattpad! Não percam! Para ler é só clicar no link abaixo:
http://www.wattpad.com/144214947-as-coisas-n%C3%A3o-s%C3%A3o-bem-assim-sobre-a-vida-e-o-amor

Deixe seu comentário usando o facebook!