quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Vamos falar de amor?

Bom dia!


Vamos falar de amor? Para darmos uma introdução a este assunto que tal uma música ao fundo! E a música de hoje é "Falando de amor" do Leoni: 

Eu podia ser seu espinho / Ser a pedra no seu caminho / Seu ciúme doentio /Mas eu tô falando de amor / Eu podia ser sua tara / A ferida que nunca sara / Te humilhar, te dar na cara / Mas eu tô falando de amor / Eu tô falando de amor / E não da sua doença / Eu tô falando de amor / Eu tô falando de amor / E não do que você pensa / Eu tô falando de amor
Eu podia ter o segredo / Pra te transformar num brinquedo / E te deixar morrendo de medo / Mas eu tô falando de amor / Eu podia ser seu escravo / Pra você deixar de quatro / Me fazer de gato e sapato / Mas eu tô falando de amor
Eu podia ser um mistério / E viver cercado de histórias / Só te olhar de um jeito mais sério / Mas eu tô falando de amor
Eu podia ser a ternura / Sem desejo, beijo, nem sexo / Ser somente a história mais pura / Mas eu tô falando de amor
Essa talvez não seja a música mais romântica do mundo, mas é assim: nua e crua como os sentimentos sem disfarces! Primitivos, selvagens, puros. Quem nunca se apaixonou? Amou loucamente (mesmo sem ter sido correspondido)? O amor nos move! E precisamos nos libertar das amarras que às vezes não nos permitem conhecê-lo! Não tenham medo de se machucar! Machucar-se faz parte do processo de amadurecimento, do auto-conhecimento! Não tenham medo de perder a cabeça de vez em quando! A vida muito certinha pode ser sem graça, insossa. Já dizia uma propaganda que tudo que é bom despenteia! Permitam-se despentear-se e viver a vida! Não basta passar por ela! É preciso vivê-la, senti-la! Amem e deixem ser amados! Permitam-se! Deixem as máscaras de lado! Deixem que o outro conheça quem você é de verdade. Os melhores relacionamentos são aqueles sem joguinhos, onde a cumplicidade e a entrega é total! Nada melhor que revelar-se e conhecer o outro! Desvendem os mistérios da alma de seu companheiro ou de sua companheira. Não temam em fazer elogios e em parecerem brega! O amor é brega! É o mais brega dos sentimentos! Entreguem-se à breguice! Aproveitem a sensação boa das mãos dadas, dos carinhos, afetos, das conversas despretensiosas. Aproveitem os beijos, os abraços! Sejam felizes!

Um beijo a todos e até a próxima conversa!


Deixe seu comentário usando o facebook!