segunda-feira, 27 de julho de 2015

Meu maior medo sempre foi a solidão

Oi gente bonita! Andei sumida, mas estou de volta! Tudo bem com vocês?



Sabe, de todos os meus medos, o maior sempre foi a solidão. Desde criança eu ficava pensando: e se eu ficasse sozinha no mundo? Tinha medo de perder meus pais, as pessoas que amo, meus amigos, de nunca me casar, de não ter filhos. Sempre tive um pavor da solidão. Adoro estar sozinha por algumas horas, apenas com minha própria companhia, mas que sejam apenas algumas horas! É bom ficar a sós conosco, refletir sobre a vida, mas não há nada como estar rodeado(a) por pessoas que amamos! Ontem foi o dia dos avós e chorei muito lembrando dos meus que já se foram há tanto tempo! Que saudades! Como eu gostaria que eles ainda estivessem por aqui! Como eu gostaria de poder compartilhar com eles minha alegrias, minhas tristezas, minhas vitórias e poder chorar em seus colos as minhas derrotas. Agradeço a Deus todos os dias pela vida dos meus pais, pelos meus amigos, que mesmo distantes continuam meus amigos. Pelos meus irmãos, sobrinhas e sobrinhos, primos e tios. Agradeço a Deus todos os dias por ter colocado um homem maravilhoso em meu caminho, com quem compartilho a vida, meus sonhos, angústias, lágrimas e sorrisos, abraços e beijos. Hoje, de algum modo, sei que nunca estarei sozinha. Minha alma se enche de alegria e esperança pelos dias que virão! 
Desejo que todos tenham bons amigos e uma família amorosa com quem possam conviver!
Boa semana minha gente!

Deixe seu comentário usando o facebook!